Pergunte ao Dr.

Você tem dúvidas sobre Terapia Cognitiva? O Dr. Ricardo Wainer, presidente da Wainer Psicologia Cognitiva, responde. Envie suas perguntas e sinta-se livre para compartilhar estas informações com qualquer um que tenha as mesmas dúvidas sobre Psicoterapia Cognitiva Comportamental. Seu nome e e-mail serão mantidos em sigilo.
  • PERGUNTA
    Olá doutor, De um tempos pra cá venho pesquisando sobre TOC, porém, mesmo tendo lido muito sobre, ainda não sei se o que eu tenho pode ou não ser chamado de doença. Tenho algumas manias que de certa forma me atrapalham em pequenas atividades do meu dia a dia, como por exemplo, quando eu encosto em algum lugar com o braço direito e tomo consciência disso, logo em seguida eu preciso encostar neste mesmo local com o braço esquerdo - como uma forma de 'compensar' o primeiro movimento. E isso não se aplica somente a essa região do corpo, como também a mãos, dedos e, dependendo da situação, até os pés. Uma outra mania que ocorre é a seguinte: sempre que piso em alguma linha no chão ou qualquer irregularidade que seja, sinto-me obrigado a encontrar uma nova irregularidade e pisar sobre ela com o outro pé, novamente como uma forma de compensar o primeiro toque. Não conversei com nenhum especialista sobre isso ainda, e quanto mais busco me informar, mais fico me perguntando se de fato tenho ou não TOC. Preciso de um olhar técnico sobre isso. Desde já grato.
  • RESPOSTA
    As condutas que você relata são características de comportamentos compulsivos. Entretanto, para a determinação se isto se constitui ou não numa dificuldade/transtorno psicológico, precisa-se saber a frequência, intensidade e o tempo que isto lhe consome e, principalmente, se agir do modo compensador que relatas se constitui numa OBRIGAÇÃO para você. Quando não conseguimos ser livres para agir ou não de determinada maneira, quase sempre isto indica um problema. Considerando que esta situação está lhe preocupando, sugiro que faças uma consulta com psicólogo para melhor avaliação.
    Abraço,
    Ricardo Wainer
  • PERGUNTA
    Sempre ouvi falar que a TCC é uma forma de terapia que enfoca o "agora", sendo bastante eficiente para pacientes que tem fobias, ansiedade e depressão. Ela pode ser utilizada para casos mais graves como, por exemplo, transtorno de personalidade?
  • RESPOSTA
    Sim, com certeza. Normalmente nestes casos o tratamento será mais longo, pois estamos lidando com um padrão de comportamento disfuncional que traz prejuízo ao indivíduo por bastante tempo da sua vida. Assim a TCC utiliza a formulação cognitiva do indivíduo buscando identificar suas crenças a respeito de si, do outro e do mundo. Pois através deste entendimento, utilizando sessões estruturadas e técnicas específicas pode-se modificar crenças disfuncionais e assim ter mudanças
    na personalidade deste paciente. Existem diversos estudos que sustentam tanto a teoria quanto a terapia para transtornos de personalidade. Pretzer (1998) e Beck e colaboradores (2004). E em vários países ela é utilizada como referência para a liberação de tratamento psicoterápico por planos de saúde por sua eficácia.