Como são as lentes que você está usando?

Por Lídia Käfer Schünke em 15 de fevereiro de 2018

 

Todos os dias somos bombardeados com uma quantidade imensa de informações, sensações, experiências e desafios. Não conseguimos percebê-las da mesma forma nem com a mesma intensidade, mas você já parou para avaliar a quantidade de coisas negativas e positivas com as quais você se depara no dia a dia?

De início parece um pouco difícil fazer a conta, pois de uma maneira geral as coisas positivas acabam passando batidas em relação às negativas. Mas isso não significa necessariamente que a vida seja feita de muito mais coisas ruins do que coisas boas: pode significar que nós estamos treinados para identificar muito mais rápido o que é negativo em detrimento do que é positivo – e isso não é de todo mal! Na verdade, para sobrevivermos, precisamos conseguir identificar as ameaças que nos cercam. O desequilíbrio e os problemas começam quando passamos a enxergar só um lado da moeda. Não conseguirmos mais desvincular nossos pensamentos do conteúdo negativo do que vivenciamos e daquilo que nos cerca pode ser sinal de alerta para buscarmos ajuda.

A vida é colorida e plural. Tem dias em que faz sol, dias de chuva, noites deliciosas de verão e manhãs geladas de inverno. Não estaremos sempre felizes, alegres e radiantes, tampouco o contrário. Conseguir perceber essa diversidade nos ajuda a manejar os desafios que nos são impostos todos os dias de maneira equilibrada e resiliente.

Se você sente dificuldade para tirar as lentes negativas que filtram a sua percepção ou olhar um pouquinho para o outro lado, procure auxílio junto a profissionais qualificados. Cuidar-se é o maior investimento que você pode fazer.

 

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone